26 anos de excelência no tratamento das neoplasias malignas


Baixa da imunidade

A maioria dos quimioterápicos interfere na produção de glóbulos brancos, que fazem a defesa do nosso organismo, tornado assim o paciente mais sensível às infecções.

Medidas preventivas

Seu médico irá orientá-lo (a) sobre o período de maior risco para baixa da imunidade. Em geral, este período acontece após 10 a 14 dias da infusão intravenosa, mas é variável de acordo com o medicamento. Neste período, evite aglomerações e pessoas que sabidamente estão doentes, pois elas podem transmitir infecções bacterianas ou virais, que podem se complicar no paciente imunossuprimido. Evite o contato próximo com crianças, especialmente àquelas que foram vacinadas recentemente. Evite contato com animais domésticos (cães, gatos e aquários), pois eles podem transmitir doenças infecciosas para você.

Dependendo do tipo de quimioterapia e se você já apresentou algum episódio de infecção, seu médico poderá prescrever o uso profilático de antibióticos e de fatores de crescimento. Converse com ele sobre este assunto.

Sinais de alerta

A maioria dos quadros infecciosos é acompanhada de febre e este é o principal sinal de alerta. Você deve medir a temperatura, com termômetro axilar e no caso de estar acima de 38oC, você deverá comunicar-se imediatamente com seu médico. Em algumas situações o paciente encontra-se com a imunidade tão baixa, que não consegue elevar a temperatura corporal. Neste caso outros sinais de infecção são mal-estar, vertigens e confusão mental (especialmente em idosos). Se estes sinais/sintomas estão presentes no período de maior risco de baixa de imunidade, comunique-se com seu médico.

O que fazer?

Em caso de febre (temperatura axilar acima de 38oC), após a quimioterapia, comunique-se com seu médico. Em geral, você será solicitado (a) a colher um exame de sangue (hemograma) e tomar um antitérmico (dipirona – Novalgina® ou paracetamol-Tylenol®). Dependendo da situação o médico poderá orientá-lo (a) a iniciar um antibiótico por via oral, mas isso vai depender do seu diagnóstico e do tratamento que você está recebendo. Em algumas situações, os pacientes precisam de internação hospitalar para antibiótico intravenoso. Lembre-se: se você está recebendo quimioterapia NUNCA TOME ANTITÉRMICOS OU ANTIBIÓTICOS SEM A AUTORIZAÇÃO DE SEU MÉDICO.



Rua Mário Amaral,172 - 10 andar Paraíso - São Paulo - SP CEP 04.002-020 . Tel: (11) 3051-7062 / 3051-7077

Copyright © 2012 | Todos os direitos reservados.